• Apa Hotel Copacabana

Conheça a história do calçadão de Copacabana

Conheça a história do calçadão de Copacabana e todas as curiosidades que giram em torno dela. Você vai querer fazer uma visita.



A história do calçadão de Copacabana é cheia de curiosidades e carrega um grande significado cultural.


Não dá para pensar no Rio de Janeiro sem lembrar da famosa orla de Copacabana, um dos bairros mais famosos da capital carioca. O local é marca registrada e trabalha em sua arquitetura, a harmonia da cidade com a praia.


A calçada, que embora pareça única, inspirou outras localidades. O que poucos sabem é que o estilo tem origem portuguesa.


Continue a leitura e conheça melhor a história do calçadão de Copacabana e as muitas curiosidades que a rodeiam.


História do calçadão de Copacabana

O calçadão de Copacabana é cartão postal do Rio de Janeiro. Feito com pedras portuguesas pretas e brancas, possui 4,15 km de extensão.


O formato das pedras utilizadas representa as ondas do mar, combinando perfeitamente com a localização. É possível encontrar calçadas similares, em especial em países lusófonos, ou seja, que falam a língua portuguesa.


A explicação é simples. O estilo teve origem em Portugal, país que colonizou o Brasil. O traço é inspirado na Praça do Rocio, em Lisboa, que representa o encontro das águas do Rio Tejo com o Oceano Atlântico.


Chamadas no Brasil de “pedras portuguesas”, são na verdade calcita branca e basalto negro. Foram escolhidas pelo prefeito Paulo de Fronti no início do século XX para homenagear os colonizadores.


O traçado ficou conhecido como “Mar Largo”, o que ilustra a calçada aumentada da avenida. São ondas preto e brancas que vão subindo e descendo paralelamente, o que tem tudo a ver com a cidade do Rio de Janeiro, um lugar de muitos contrastes e características marcantes.


Os profissionais responsáveis pela obra também vieram de terras lusitanas. Até hoje, grupos calceteiros são utilizados para manutenção das calçadas.


Na época, tantas pedras foram trazidas de Portugal que houveram sobras. Assim, foi feita também calçada da Avenida Rio Branco, no centro da cidade.


Não demorou para as pedras que contam a história do calçadão de Copacabana se popularizarem. Logo, se tornaram uma tradição na cidade, surgindo assim novos desenhos.


Forma atual da orla de Copacabana

A orla de Copacabana tinha apenas duas faixas para veículos, uma em cada sentido. Porém, por causa do aumento do tráfego, da necessidade de obras de saneamento e para contenção das frequentes ressacas foi realizado o alargamento da Avenida Atlântica na década de 1970.


O projeto foi desenvolvido pelo artista plástico e paisagista Roberto Burle Marx e manteve as pedras portuguesas que já caracterizavam o calçadão.


Contudo, o formato que antes ficava perpendicular à praia, com a reforma passou a ficar paralelo. O objetivo era adaptar o alinhamento das ondas à curvatura da praia.


Além disso, o mosaico de formas geométricas abstratas em pedra portuguesa foi adicionado também na calçada junto aos edifícios e no canteiro central.


Curiosidades sobre o calçadão de Copacabana

Como você pode ver a história do calçadão de Copacabana é cheia de curiosidades, destacamos algumas delas para você.


O original fica na Praça do Rocio em Lisboa

Como vimos, a ideia original do design da calçada se baseia no traçado da Praça do Rocio em Lisboa, onde as ondas representam o encontro das águas doces do Tejo com o Oceano Atlântico.


O Calçadão tem 4,15 km

O calçadão de Copacabana percorre as praias do Leme e de Copacabana, e tem cerca de 4,15 Km.


Foi construído em 1906

As ondas perpendiculares formadas por pedras pretas e brancas vindas de Portugal foram colocadas na calçada em um projeto desenvolvido em 1906.


As pedras foram importadas de Portugal

As pedras, bem como a mão-de-obra utilizada, são de origem portuguesa.


Foram encontradas pedras similares próximas ao Rio de Janeiro

Embora na época a calcita branca e o basalto negro utilizados para construção do calçadão de Copacabana tenham sido importados de Portugal, foram encontradas enormes jazidas de material similar próximas ao Rio de Janeiro


Hoje diversas jazidas já foram encontradas espalhadas pelo país, o atual maior produtor das famosas pedras portuguesas é o estado do Paraná.


As Pedras do calçadão foram usadas na Rio Branco

As pedras chegaram ao Brasil em grandes quantidades. Por isso, acabaram sobrando e sendo utilizadas para calçar toda a Avenida Rio Branco.


O estilo curvilíneo não é mais o original

Diferente do que era originalmente, atualmente as curvas da calçada estão paralelas à praia. O novo delineado data da década de 1970, período em que foi realizado também o alargamento das pistas da orla.

Que tal conhecer de perto o famoso calçadão de Copacabana?

O Apa Hotel está num dos endereços mais cobiçados do Rio de Janeiro, a apenas duas quadras da praia de Copacabana. Espere estar no centro de um dos bairros mais famosos do Rio, onde tudo acontece.


Desfrute de nosso ótimo custo-benefício para aproveitar o melhor do Rio de Janeiro.


Se você vem a trabalho, está muito bem localizado, próximo ao centro, um ótimo ponto de partida para transitar na cidade. Se vem a passeio, está ao lado dos principais cartões postais cariocas.

​Saiba mais!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo